Entenda os valores cobrados por fotógrafos

Entenda os valores cobrados por fotógrafos

30 de Setembro de 2016  ·  Dicas

Olá, querido cliente ou futuro cliente :) Hoje quero falar sobre o que está por trás do orçamento que você recebe quando entra em contato com um fotógrafo. E o farei em uma linguagem bem simples, sem termos técnicos :)

Muitas pessoas podem pensar que cobramos caro para ir até um local e fazer umas fotos. Outras acham que cobramos pelo número de vezes que apertamos o botão disparador da câmera ou apenas pelo número de horas em que ficamos em um evento. Porém, esses são apenas alguns detalhes que formam o valor de um trabalho. Então, tenta ler até o final para entender porque cobramos o que cobramos. Se achar que está longo, vá ao último parágrafo, pois há um resumão! Olha como sou legal.

Entendendo o que influencia no valor cobrado

Mais do que simplesmente apertar o botão da câmera, um fotógrafo sério e comprometido com uma entrega de qualidade estuda muito e investe muito também, em diversos aspectos:

- Equipamentos: dá para fotografar com praticamente qualquer câmera que tenha lentes intercambiáveis (as que trocam a lente, em linguagem simples), ou as chamadas DSLR (digital single lens reflex). Costumo dizer que o equipamento facilita o trabalho do fotógrafo que já é bom e sabe o que está fazendo. Mas, equipamento não faz o trabalho sozinho. Tanto é que quando entrego minha câmera na mão de uma pessoa que não entende, não sai nada hehehe. E quando eu falo em entendimento, não me refiro apenas à técnica. Mas, voltemos ao investimento: uma câmera de entrada (das mais básicas) com uma lente básica, mas que dê para utilizar em um book ou evento tipo um aniversário infantil não custa menos de R$ 2.500. O interessante é ter duas câmeras, pois se acontece algum problema com uma delas, o fotógrafo tem a outra. Ele também precisa ter pelo menos um flash externo, que custa por volta de R$ 1.300. Além disso, contabilize jogos de pilhas recarregáveis potentes e cartões de memória rápidos e você vai ter mais uns R$ 700 de investimento. E tem as lentes também, que são muitas vezes mais caras do que a câmera! Um kit básico para eventos custa por volta de R$ 5 mil. Eu não considerei aqui preços da loja da Canon, por exemplo, que são o dobro do que outros fornecedores praticam. Então, somando tudo, daria R$ 11.500 de equipamentos básicos. Lembre-se de que há manutenção e depreciação destes equipos e também de que é muito interessante ter um seguro (mais um custo aí).

- Conhecimento: fotógrafo que se interessa em entregar o melhor para o cliente e para si mesmo – afinal a gente tem que ficar feliz com os resultados também – está sempre estudando. Ao menos uma vez por dia ele vai ler, ver vídeos ou simplesmente buscar por referências. Até mesmo enquanto está “navegando” pelas redes sociais. Sem contar nos cursos pagos, e-books e outros investimentos em dinheiro, além do tempo investido. O conhecimento também tem a ver com a vivência de cada um. Para fotografar, mais do técnica, é preciso bagagem de vida e até cultura ajuda. É preciso entender um pouco de gente, de psicologia, de eventos. Enfim!

- Tempo: já mencionei o tempo no item anterior, mas aqui ele entra no sentido de tempo de trabalho mesmo. Além das horas que você vê o fotógrafo em ação, no orçamento também são contabilizadas todas as horas que ele trabalha em suas fotos após o evento ou book. Esse tempo pode variar, dependendo da entrega que será feita. Se você vai receber um álbum, é preciso contabilizar algumas horas do profissional para diagramação (mesmo que ele terceirize o trabalho). A menos que você contrate um fotógrafo que clica e depois descarrega as imagens e te envia em um link, sem tratamento, sem embalagem, sem carinho e cuidado. Essa é uma possibilidade, mas a diferença do resultado final é notável. O tempo de contratação e o número de convidados em um evento também influencia, pois, quanto mais gente e mais tempo fotografando, mais volume de fotos para tratar. Também se lembre do tempo que investimos divulgando nosso trabalho, atendendo clientes, enchendo nossas redes sociais e site de bons conteúdos e lindas fotos para que os futuros clientes se sintam seguros em nos contratar :). Ah, muito importante: fotos nossas né. Infelizmente há pessoas no mercado que utilizam fotos alheias como se fossem suas. Muito feio, mas real.

Esses itens acima são alguns dos mais importantes para a identificação do custo de trabalho e também para a formação do valor a ser cobrado, mas não os únicos. O custo do trabalho de um fotógrafo é obtido também com o cálculo do que ele gasta para se locomover, para manter equipamentos, com seguro, com bons softwares de edição e tratamento e bons computadores, com internet rápida, com embalagens profissionais para entrega das fotos e álbuns, e ainda, para os que têm, com toda a estrutura física e humana de um estúdio ou escritório locado.

Para resumir, o valor que você vai pagar ao seu fotógrafo (espero que seja eu :)) é formado pelo custo de trabalho dele aliado a uma margem, que precisa existir, porque precisamos pagar nossas contas, comer nossa comidinha e comprar a raçãozinha dos gatos – no meu caso! Muitos de nós também temos filhos, família para ajudar e tudo mais, igualzinho a você J E também temos direito de, além de sobreviver, querermos nos divertir de vez em quando. Então, querido leitor que chegou até aqui, quando você olhar para um orçamento, lembre com carinho dessas informações.

Eu queria dizer a vocês que é possível cobrar R$ 200 para fotografar o aniversário do seu filho por tempo ilimitado, mas eu estaria mentindo e mentir é feio :( Claro, o mercado é vasto e é importante que você sempre procure um profissional que possa te atender dentro do que você pode pagar. Mas, tenha a certeza de que alguns estão pagando para trabalhar ao invés de recebendo :/ Ou, ainda, estão sacrificando alguns dos pontos que citei, pagando pouco para assistentes e fotógrafos da equipe, utilizando softwares piratas e outra série de práticas pouco éticas. E essas práticas podem se refletir no produto que você vai receber depois. Só que daí não tem como voltar atrás e refazer a sua festa de aniversário, o primeiro aninho do seu filho, a sua formatura ou o seu casamento.

Um beijo!