O prazer da fotografia pela fotografia

O prazer da fotografia pela fotografia

26 de Janeiro de 2011  ·  Autoral

Quando a gente começa a trabalhar com fotografia, além de clicar por prazer, acaba se perguntando se é isso mesmo o que quer fazer. Alguns dirão que sim, sempre quiseram ser fotógrafos full time. Outros dirão que experimentaram fotografar profissionalmente e não curtiram… outros ainda, fazem os dois. Faço parte do último time.

Além de fotografar eventos, books e tudo o mais, tento não perder o hábito de sair para fotografar na rua, sem compromisso, por brincadeira. Foi isso o que me trouxe para a fotografia: a vontade de registrar as coisas e pessoas que eu via por aí, nesse mundo… E acho que essa prática é combustível, não só para a minha constante evolução mas também para o entusiasmo que eu acredito ser importante no nosso trabalho. Não há coisa pior do que realizar alguma coisa quando estamos contrariados. E é isso o que não quero estar nunca, enquanto fotografo. Seja o que ou quem for.

É por isso que sempre que alguém me pergunta como fazer para começar a fotografar, quais cursos fazer, qual câmera comprar, eu digo que o mais importante de tudo é praticar. Clique seus amigos, sua rua, seu gato ou seu cachorro. Não tenha medo de explorar o que o seu equipamento tem, seja ele qual for. Não espere alguém te contratar para ser segundo fotógrafo ou algo do tipo, para só então fotografar. Eu ainda hoje faço um pouco isso. Sou e sempre fui muito mais intuitiva do que técnica. Não tenho paciência para ler manuais, para ler sobre o mecanismo exato de construção de uma lente ou coisa que o valha. Mas, me convida para ir fotografar num domingo qualquer que é muito difícil que eu não vá. O que quero dizer com tudo isso é que, não importa quantos eventos eu faça, não quero nunca perder o prazer de fotografar qualquer coisa, por lazer. Não quero ter vontade de tirar folga da fotografia. Não mesmo!

Falando nisso, deixo abaixo algumas fotinhas que fiz num final de tarde no Parque Germânia, em Porto Alegre. O moço que aparece com uma câmera é o Fay (Fabian Hickenbick), pra quem não conhece, que fotografa comigo em muitas ocasiões, profissionais ou não.