O resgate das festas de antigamente - Chayene Cheiran

O resgate das festas de antigamente - Chayene Cheiran

10 de Fevereiro de 2017  ·  Dicas, Colunistas

Gente, hoje é dia de estreia no blog! Periodicamente teremos textos convidados por aqui e o primeiro é o da Chayene Cheiran, responsável pelas empresas Tapete Voador Eventos Infantis e Tapete Vermelho Eventos. A Chayene vai falar sobre organização de eventos e tudo o que envolve esse universo. Então confere o primeiro texto!


O resgate das festas de antigamente

Olá mamães e papais! Buscando ideias para o próximo aniversário do pequeno?

Hoje vou conversar com vocês sobre festa de criança para criança.

São lindas aquelas festas enormes com mais de cem convidados, em um salão glamouroso, lustres de cristal e aquela mesa de parabéns tãããão linda, com muitos vidros, flores, porcelanas e enfeites intocáveis que precisarão de um profissional exclusivo para ficar fazendo a segurança da decoração. Ah! Não podemos esquecer que este tipo de festa possui um cronograma repleto de momentos a serem cumpridos a risca como em todo grande evento.

Mas peraê, não é o aniversário do seu filho?? Apesar da mesa ficar belíssima e tudo estar muito organizado, acreditamos que este tipo de decoração deve ser deixada para eventos de “gente grande”.

Outra coisa que devemos deixar de lado é o cronograma engessado, é uma festa de criança, deixe seu filho receber os presentes, rasgar os pacotes na frente de quem os deu e comer brigadeiro antes dos parabéns. Noto que as crianças passam um longo período da festa perguntando para seus pais qual é o momento que poderão finalmente abrir os presentes ou comer docinhos ou brincar no carrossel encantado iluminado...

Fomos à busca das novas tendências e vimos que o conceito antigo de festas em casa está sendo resgatado aos poucos o que é muito legal!!! É claro que com adaptações da vida moderna e com a correria do dia a dia, hoje papais e mamães podem contratar uma assessoria completa que cuida de tudo, desde envio de convites, decoração, fotos até o brigadeiro tradicional, programação de brincadeiras e tudo mais.

Então, o que acha de convidar a família, os amigos mais íntimos e pessoas que fazem parte de alguma forma da vida do seu filho e proporcionar uma festa personalizada, intimista e sem aquela ideia de festa congelada no horizonte?

Por Chayene Cheiran.